frete grátis acima de R$ 149,00
prazo de envio de até 3 dias úteis

  em até 12x sem juros

  10% de desconto no boleto

Receita de Aromaterapia para Frieira

Receita de Aromaterapia para frieira

Receita de Aromaterapia para Frieira

Já pensou na possibilidade de contar com alguma receita de Aromaterapia para Frieira?

Também conhecido como “Pé de Atleta”, a frieira é um problema recorrente quando falamos sobre as infecções nos pés.

O mais incrível é que com um baixíssimo custo, sem a necessidade de realizar tratamentos caros, você pode cuidar não somente da frieira, como também:

 

  • Calos;
  • Micoses;
  • Cheiro ruim no pé ( o popular chulé);
  • Ressecamento da pele dos pés, e muito mais!

 

Tudo isso, graças a Aromaterapia e os óleos essenciais!

Quer entender melhor o que é frieira, e como a Aromaterapia pode te ajudar, bem como quais os óleos essenciais mais indicados? Então continue conosco e de quebra, confira duas receitas de Aromaterapia para lidar com a frieira e se livrar deste incômodo!

 

Receita de Aromaterapia para Frieira: incômodo provoca constrangimento

Indo além da questão do incômodo de ficar com os dedos rachados e coçando, a frieira também causa constrangimento nas pessoas.

Se você nunca passou por isso, certamente conhece alguém que já passou. E a sensação não é nada interessante.

Quem nunca ouviu aquela história de um amigo ou uma amiga, que ao ter seus pés expostos na praia ou piscina, quase morreu de vergonha, devido à frieira?

Mas, você sabe exatamente o que é a frieira ou Pé de Atleta?

Conforme bem explica Drauzio Varella em seu site:

Frieira é a mais comum infecção de pele por fungos que se caracteriza pelo aparecimento de bolhas e rachaduras especialmente na pele entre os dedos dos pés e muita coceira e ardor na região afetada.

Dentre as principais causas da ocorrência de Pé de Atleta, podemos destacar as seguintes:

  • Contato direto com pessoa infectada;
  • Contato com superfícies contaminadas, caso de pisos de banheiros e de vestiários;
  • Contato com pessoas e locais contaminados em praias e piscinas e, geral.
  • O fungo Tricophyton é o causador do pé de atleta. Ele pode atacar a pele de diferentes maneiras, revelando os seguintes sintomas:
  • Surgimento de manchas vermelhas e arredondadas na pele, com descamação e que causam coceira;
  • Aparecimento de manchas que coçam no couro cabeludo, acarretando também em possíveis quadros de queda de cabelo e descamação;
  • “Coceira de jóquei” na região da virilha, causando desde coceira até inchaço;
  • Aparecimento de fissuras na pele, entre outros.

 

VOCÊ SABIA?

Uma curiosidade que revela um ponto importante em relação ao surgimento da frieira é que o fungo causador aparece com mior frequência nas pessoas diagnosticadas com diabetes.

De acordo com os estudos, isso deve-se ao fato de que pessoas portadoras de diabetes transpiram excessivamente. O mesmo ocorre com pacientes portadores de psoríase e também pessoas soropositivas.

Se você se encaixa em algum dos casos acima, redobre sua vigilância, especialmente no que se refere aqueles que são considerados ambientes de riscos, bem como situações de risco ( piscinas, uso prolongado de sapatos e tênis, etc.).

 

Como evitar as frieiras?

Sabemos que o Pé de Atleta nos traz um monte de problemas, né? Sendo assim, como fazer para evitar que tal situação ocorra?

Selecionamos algumas dicas preventivas para você, veja:

  • Procure sempre enxugar bem os seus pés, e regiões como virilha, entre outras, após o banho. Uma dica é caso seja preciso, lançar mão um secador de cabelo;
  • Se notar a necessidade, aplique algodão entre os dedos dos pés, isso ajudará a mantê-los secos. Mas, claro, troque com frequência o algodão;
  • Use apenas meias que absorvam o suor, de algodão. Meias sintéticas mantêm a pele úmida, o que gera a frieira;
  • Troque de meia duas vezes ao dia;
  • Procure não usar tênis muito fechado, daqueles que não promovem a ventilação;
  • Conserve bem seus sapatos, procurando mantê-los limpos e sempre que possível, exponha-os ao sol;
  • Ao ir em vestiários, o ideal é calçar chinelos;
  • Procure sempre observar as unhas de seus pés. Unhas grossas, esbranquiçadas ou descoloridas, podem indicar que estão infectadas por fungos. Consulte sempre um médico especialista.

 

Receitas de Aromaterapia para Frieira/Pé de Atleta: confira!

Selecionamos a seguir, as melhores receitas onde com ajuda dos óleos essenciais, você poderá cuidar dessa infecção. Como sempre frisamos, no entanto, a Aromaterapia pode e deve ser utilizada, porém, ela não exclui o acompanhamento médico tradicional, certo?

Receita 1

Misture em um recipiente:

  • 2 gotas de Tea Tree;
  • 1 gota de Lavanda.

Com um cotonete, passe diretamente no local afetado.

Receita 2

Misture em um recipiente:

  • 3 colheres de sopa de Óleo Vegetal;
  • 5 gotas de Tea Tree; •

1 gota de Limão Siciliano.

Massageie bem a região dos pés, principalmente em volta dos dedos.

Óleos alternativos e também eficazes:

  • Tomilho;
  • Lavanda;
  • Cidreira do Mato;
  • Aroeira.

 Dica: Lembre-se sempre de secar bem os pés após o banho, pois os fungos desenvolvem-se em ambiente úmido. Para isso é uma opção utilizar secador de cabelo.

Fonte: OSHADI

 

Viu como a Aromaterapia é uma ótima alternativa para lidar com o problema citado? E você, sofre com frieiras? Que tal apostar nos melhores óleos essenciais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de Ajuda? Clique Aqui!